A crise dos 40 anos existe mesmo? Ou será aos 30 ou aos 50?

São vários os motivos que podem levar a uma crise aos 40 anos de idade, mas ela não pode ser encarada como linear. Isto quer dizer que, se é verdade que é comum existir uma crise existencial aos 40 anos, não é realmente verdade que ela seja SÓ provocada por esse número.

Nesta fase de vida, é muito comum as pessoas terem momentos de reflexão profunda e de autoquestionamento sobre o estado de arte da sua vida. Estão mais preocupadas com o seu propósito, mais despertas para a procura de momentos de bem-estar e assumem uma atitude mais protetora.

Mas será que é aos 40 que tudo isto acontece? Não necessariamente. A experiência de vida que cada um tem vai definir este marco. Há quem deseje muito ter uma vida “certa” aos 20 anos, como há quem nunca queira pensar nisso aos 50. Tudo depende de como se vê a si mesmo. Aos 30 anos podem aparecer os primeiros sinais de insegurança e descontentamento geral. A falta de objetivos claros e por vezes, a pouca atitude podem levar a comportamentos de desesperança e de uma certa autodestruição.

As memórias do passado podem ser mais recorrentes, principalmente, se elas transmitem felicidade e sentido de uma vida ativa e completa. A comparação com o passado, pode parecer inevitável e até perigosa.

Ao comparar a vida atual com a vida anterior, pode fazer validar alguns sentimentos de forma errada. A falsa perceção de uma boa vida no passado, pode não ser real. Nada garante que a vida presente e futura não possa ser muito mais prestigiada do que aquilo que é capaz de visualizar. É comum, os pensamentos invadirem a rotina e fazerem sentir que as coisas não são assim tão “ótimas” como imaginávamos.

Uma coisa é certa, a pessoa que é hoje não é a pessoa que foi um dia, há 10 ou 20 anos atrás. Tudo aquilo que faz de si quem é, é fruto da sua experiência, da sua vivência, das suas circunstâncias de vida, no fundo…é o reflexo das escolhas que fez até agora.

Viva o seu presente com uma atitude proativa, aceitando que o passado que viveu fará sempre parte da sua história de vida e, nada à data de hoje, poderá fazer mudar tal facto. Lembre-se, pode sempre escolher fazer diferente hoje e amanhã, tudo dependerá das escolhas que tomar, elas vão ser refletidas mais rápido do que imagina. Nunca é tarde para fazer diferente.

Talvez queira ainda ficar a saber sobre… ” Ninguém Gosta de Mexer nas Caixas da Arrecadação…é ‘Preciso Mudar’?” :

“Todos nós sentimos algum incómodo quando usamos a palavra “mudar” ou “mudança”, para além de ela representar movimento, ação, energia também pode ser sinal de desconhecido, desconfiança ou até mesmo sensação de desconforto.” continue a ler clicando aqui.

#psicologia acompanhamento psicológico ansiedade bem-estar brain cliente consulta psicológica covid-19 crescimento pessoal criança crianças cérebro depressão desenvolvimento humano desenvolvimento pessoal dicas emoções felicidade filme gestão mental happiness leitura ler life life style livro mindset padrão de comportamento pais pensamentos personalidade psicologia psicoterapia psicólogo-paciente reflexões relação terapêutica relações serie tv sofrimento stress sucesso sugestão leitura terapia tomada de decisões vida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close