A Atenção Seletiva: Aquilo que o Cérebro Decide Ver (e Não Ver)

A atenção seletiva é um termo muito usado que remete para a capacidade de mantermos a atenção numa determinada tarefa (consciente), sem que outra nos incomode (inconsciente). Exemplo disso é, quando estamos a ler um livro com música ambiente. O cérebro é capaz de manter a atenção focada na tarefa de ler, deixando para segundo plano a melodia de fundo. No entanto, a atenção é limitada, uma vez que não somos capazes de filtrar ao mesmo tempo todos os estímulos que recebemos.

Porém, a atenção seletiva também nos transporta para outra realidade, desta feita, mais amarga. A realidade de não vermos o que está mesmo ali à frente do nariz…

O termo Cegueira por Desatenção também é aplicado à atenção seletiva. O cérebro está tão habituado e focado num determinado estímulo que, ao fim de algum tempo, deixa de o processar e mais uma vez, remetendo-o para segundo plano. No fundo, depois de decidirmos o que merece a nossa atenção, “passamos a ser extraordinariamente cegos ao resto.”

Tal como referi anteriormente, uma vez que temos uma certa limitação para captar e processar todos os estímulos, o cérebro é obrigado a fazer uma seleção da sua atenção. Para tal, tem, necessariamente de deixar de processar outros para conseguir cumprir a sua função (a tal cegueira…).

Imagine como será a sua atenção seletiva nos dias em que se sente stressado? Provavelmente, vai ter muita dificuldade para encontrar alguma coisa de positivo nesse dia. Não é que não aconteça, mas facto é, que não está focado em encontrar o lado positivo, pois o seu cérebro está altamente focado para os estímulos que provocam stresse (podemos dizer inclusive, que o cérebro está mais sensível a esses estímulos ,i.e. responde mais rapidamente a eles). É possível, que nesse dia, tenha a sensação de que tudo está a correr mal.

Posso dar-lhe ainda outro exemplo: quando nos encontramos numa sala grande com muitas pessoas que nos são estranhas e estamos à procura de alguém. Se soubermos como essa pessoa está vestida, por exemplo, facilita-nos a tarefa. Estamos a dizer ao cérebro o que ele deve procurar. Se não lhe dissermos nada, torna-se muito mais difícil encontrar essa pessoa, pois estamos à procura através da “lente” do nosso padrão. Simplesmente, o cérebro não está preparado para processar um estímulo diferente daquele que não está habituado a reconhecer.

O Ponto de Partida da Lista de Prioridades Faz toda a Diferença

Podemos transportar a atenção seletiva e a cegueira por desatenção (na verdade são dois fenómenos que querem dizer a mesma coisa) para a vida em geral.

Se a sua lista de prioridades (objetivos de vida/metas a alcançar) estiver focada em acontecimentos positivos, será maior a probabilidade de estar disponível para os ver (mais sensível a eles, logo, dá uma resposta mais rápida). Se, por outro lado, a carga negativa que transporta é tamanha, vai ver “negativo” em tudo. Até a atitude pode moldar este cenário.

O cérebro, fascinante como é, influencia a perceção de tal maneira que pode simplesmente certificar-se que tudo o que ouvimos ou vemos vai de encontro à lista de prioridades definida por nós.

Talvez lhe possa fazer esta pergunta… que acontecimento gostaria que o seu cérebro desse menos atenção? Estabeleça para si uma nova lista de prioridades, começando por focar-se no topo da lista com aquilo que é mais importante para si.

Caroline Webb

“Como não estavam à procura dele, não o viram”

Se quiser fazer um teste à sua atenção seletiva, desafio-o(a) a ver este vídeo.

#psicologia acompanhamento psicológico ansiedade bem-estar brain cliente consulta psicológica covid-19 crescimento pessoal criança crianças cérebro depressão desenvolvimento humano desenvolvimento pessoal dicas emoções felicidade filme happiness leitura ler life life style livro mindset padrão de comportamento pais pensamentos personalidade psicoterapia psicólogo-paciente Psychology reflexões relação terapêutica relações resiliência saúde mental serie tv sofrimento stress sugestão leitura terapia tomada de decisões vida

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close