Como Criar o Seu ‘Perfect Therapy Office’

Muitos que procuram fazer terapia beneficiariam mais se rompessem com a natureza estéril dos consultórios de muitos terapeutas. Um ambiente apelativo, confortável que transmite energia positiva, tranquilidade e segurança permite atingir um grau de satisfação maior, logo uma maior sensação de ganho em cada uma das sessões, que se reflete sem dúvida alguma, no dia a dia de cada pessoa após cada sessão.

Não é por isso em vão que muitos especialistas de design estejam a considerar este nicho de mercado inovador e revolucionário no mundo da saúde.

Para os especialistas, isso significa ter na sala objetos de madeira, tecidos e tapetes com cores neutras. Espaços com pequenas plantas de interiores, cheiros de óleos essenciais e suavidades como chás de ervas para ajudar a estimular a calma usando todos os sentidos, pode ser uma boa opção.

A terapia como um componente da saúde e do bem-estar é algo para o qual o mundo em geral está gradualmente sensível, e muitas empresas emergentes estão a aproveitar esta nova oportunidade para inovar em novos projetos e pesquisas com a ajuda dos seus consumidores.

A terapia merece fazer parte de um dia normal na rotina de uma pessoa comum, fazer uma pausa no seu trabalho, entrar numa sessão terapêutica, ir ao ginásio, jantar e sentar no sofá a ver uma série.  

Uma terapia bem-sucedida depende da dinâmica certa entre cliente e terapeuta. A força da aliança entre os dois é o componente mais importante de uma terapia eficaz. Mas, surpreendentemente, há pouca ou nenhuma discussão sobre como realmente combinar terapeutas e clientes a fim de criar alianças fortes e coesas.

Exemplo de Decor – equilíbrio numa sala terapêutica

Como os Interiores de uma Sala Podem Ajudar na Terapia

O consultório do terapeuta ‘perfeito’ deve ser convidativo e reconfortante, capaz de transmitir essas mensagens por meio da decoração e do design, no entanto, é mais fácil falar do que fazer.

Então, como se pode traduzir esses sentimentos no ambiente de escritório? Aqui estão alguns dicas por onde começar:

1) O esquema de cores do seu escritório – As cores importam? As cores podem mudar e influenciar as nossas emoções e têm um grande impacto no sistema psíquico. É por isso importante ter em conta cores suaves.

2) Otimizar os espaços entre os móveis – Outra forma de transmitir aos clientes que o espaço do seu escritório é seguro, é otimizar o espaço disponível. Muitas pessoas já ouviram falar do Feng Shui, mas não é necessário ir assim tão longe. Em vez disso, concentre-se em garantir que os seus clientes não se sintam pressionados ou encurralados.

3) Investir em móveis confortáveis – Móveis simples e apenas essenciais é fulcral para um ambiente equilibrado, nada de dossiers em pilha e livros desorganizados. Por falar em móveis, é fundamental escolher assentos confortáveis. Lembre-se que os seus clientes passarão cerca de uma hora em cada sessão nessas cadeiras.

O que escolher: Sofá da “velha escola” de Freud de estilo divã ou poltronas? Atualmente está mais “na moda” as poltronas, mas isso é uma escolha que deixo ao estilo de cada terapeuta.

Os pufes, por exemplo são uma tendência crescente como assentos alternativos. Se optar por seguir esta opção, é melhor considerar disponibilizar igualmente cadeiras. Isto permitirá um espaço mais versátil e capaz de corresponder a diferentes clientes. Não se esqueça também que se faz sessões de terapia de casal ou familiar ter em conta o espaço e assentos disponíveis para todos. Já para não falar no cuidado em adaptar um espaço infantil se for trabalhar com esta faixa etária.

4) Ter em conta as necessidades do seu cliente (e sobretudo o tipo de cliente-alvo) – Ao apresentar ideias de decoração de escritório de terapia, é preciso considerar quem são os seus clientes. Vai trabalhar com crianças pequenas? Vai trabalhar numa prática mais grupal com famílias ou voltada para a terapia com casais?

A decoração e o espaço do seu escritório precisam atender às necessidades dos seus clientes. Não espere que um jovem-adulto se sinta confortável num escritório estereotipado.

5) Proteger a privacidade dos clientes – Outra consideração importante ao configurar o seu espaço de escritório é a privacidade do seu cliente. Aqui estão algumas perguntas importantes que pode fazer e que ajudaram a tomar decisões:

Os clientes na sala de espera conseguem/podem ouvir o que se passa no interior do seu escritório?

Existem janelas abertas perto de uma calçada onde passam muitas pessoas? Se dispõe de uma janela no seu espaço, pode adicionar cortinas ajustáveis à decoração, desta forma é possível fechá-las para maior privacidade extra durante sessões intensas.

Há um conjunto de terapeutas que optam por usar o que chamamos de “ruído branco”, isto é, música ou outras estratégias como forma de isolamento acústico. Esse esforço extra faz com que os clientes se sintam mais confortáveis e seguros para falar o que pensam.

6) Fotos pessoais de família, sim ou não? – É comum que muitos profissionais tenham uma pequena foto de família na mesa. Como terapeuta, é melhor evitar esse hábito. Porquê?É importante ter limites entre si e os seus clientes. Embora seja saudável ter orgulho da sua família, esse fato pode ser um gatilho para os seus clientes. Por isso evite também, objetos pessoais ao decorar.

Exemplo de Decor – Espaço e cores

Olhar Holístico da Terapia

A terapia deve ser vista por um olhar holístico capaz de integrar todos os seus elementos, desde as componentes centrais: cliente, terapia e interação, incluindo o espaço ambiente como parte integral da dinâmica terapêutica.

O que muitos não compreendem ainda é que a terapia está a ser “rebatizada”, isto é, começa a ser vista como parte integral da rotina da vida das pessoas, como um momento que muitos deveriam aproveitar para refletir sobre a sua própria vida diária. Sobretudo, uma janela de oportunidade temporal que as pessoas deveriam ter o cuidado de prescrever, uma hora por semana, não para “tratamento”, mas para “autocuidado”.

#therapistofficedecor #settingterapêutico #decoração #decor #decorescritório

______

Retirado e adaptado de ‘How Holistic Design Can Help Break Stigmas Around Therapy’ by Allison Fonder (2019) e ‘The Do’s and Don’ts of Therapist Office Décor’ by US Therapy Rooms (2019).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close