Como Anda a Sua Higiene Mental?

Num momento em que ouvimos falar em etiqueta respiratória e preocupações redobradas com a higienização dos espaços, gostava de saber, no meio disto tudo, como anda a sua higiene mental?

Quando falamos em higiene mental rapidamente nos vem à cabeça imagens de lavagem das mãos e limpezas dos produtos que acabámos de adquirir no supermercado. Sendo essa higiene muito importante, a higiene mental assemelha-se, ao nível da importância, com esses gestos comuns recomendados.

Não estou a falar de lavar a cabeça (literalmente), mas sim de tomar cuidado com os seus pensamentos que consequentemente, influenciam os comportamentos, isto é respostas e ações que vamos tomando ao longo da nossa vida.

Uma cabeça limpa, está mais próximo de ser mais eficiente ao nível da gestão dos pensamentos, logo mais apta e capaz de lidar e tomar decisões em situações adversas, como por exemplo um acontecimento de vida traumático.

A higiene mental permite obter maiores níveis de equilíbrio psicológico e por isso, maior prevenção no aparecimento de influencias mentais, tais como a depressão, a ansiedade ou até mesmo fobias.

Como é compreensível, a higiene mental é influenciada por comportamentos múltiplos desde uma alimentação equilibrada, a atividade física, a estimulação de exercício mental, as relações sociais e a satisfação laboral. Mas este conceito não é particularmente novo, provavelmente já ouviu falar de pensamentos tóxicos que funcionam como bloqueadores da felicidade.

Quando falo em pensamentos tóxicos, refiro-me a crenças e ideias não fundamentadas ou com poucas razões de ser, mas que intoxicam o nosso pensamento e nos levam ao sofrimento. O fato de querermos atingir um objetivo, mas o nosso pensamento centralizar-se no mal que pode acontecer, ao invés de conseguirmos canalizar as nossas ideias de forma mais positiva e fluída é provável que sejamos levados a não conseguir criar novas sinergias e encontrar soluções ajustadas aos problemas e às metas pretendidas.

No fundo, quando pergunto sobre como tem andado a sua higiene mental, estou a perguntar-lhe se tem realmente tido cuidado consigo. Se tem se afastado de pessoas e situações toxicas e que não contribuem para o seu bem-estar ou por outro lado, se tem estado tão próximo dessas pessoas e situações que a sua mente parece um quarto de um adolescente…onde nos sentimos confusos ou perdidos e onde as nossas ideias e pensamentos parecem muito mais voláteis do que antes (não tem mal algum um quarto de adolescente desarrumado e confuso, é sinal de vida e naturalidade do momento, porém neste caso, o significado não é igual).

Quando pensar em realizar a sua higiene física, dê-se à liberdade de realizar também a sua higiene mental. Procure situações que lhe dão sentido, seja um passeio à beira-mar, a leitura de um livro na esplanada, umas horas de surf, dedique-se à confeção de um prato especial, escreva um livro, pinte um quadro, esteja com pessoas com quem se sente realmente bem e aproveite realmente cada momento.

Se for para fazer coisas que não gosta e estar com pessoas que não lhe fazem sentido, não vá. Se for para ver um filme do qual não se interessa, não veja só por ver ou porque alguém lhe disse para ver. Não compre algo só porque fica bem, compre porque gosta, não porque alguém lhe disse que era bom. Sinta-se mais livre para dizer “não” e mais capaz para arriscar quando se sentir seguro.

O que é que fez hoje pela sua higiene mental?…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close