A Teoria Triangular do Amor: Paixão, Comprometimento e Intimidade

A nossa compreensão do que é o amor percorreu um longo caminho desde que o primeiro homem das cavernas sentiu pela primeira vez “as borboletas no estômago”. Os avanços na neurociência ajudaram a visualizar e a compreender as reações físicas ao sentimento que chamamos de amor, enquanto os filósofos e os psicólogos ajudaram a entender o que queremos dizer emocionalmente quando dizemos que amamos.

O que é a Teoria Triangular do Amor?

Robert Sternberg, psicólogo conceituado da Universidade de Yale, em 1985, apresentou pela primeira vez a sua teoria sobre a interpretação do amor como uma correlação/combinação entre aspetos interpessoais, assim nasceu a Teoria Triangular do Amor.

A correlação/combinação de três componentes principais: paixão, comprometimento e intimidade, formam as três linhas de ligação do amor, ou seja para Sternberg estes são os três ingredientes que vão dar origem a “receitas” diferentes para se confeccionar o amor como o conhecemos e que varia tanto de pessoa para pessoa.

Por curiosidade ou não, Sternberg também afirma que dois desses componentes quando misturados em diferentes quantidades originam formas mais complexas de amor. Por exemplo, combinar num relacionamento doses elevadas de paixão e intimidade, dá origem ao que descrevemos como amor romântico. A intimidade mais o compromisso proporcionam um amor-companheiro, enquanto o amor-tatuado nasce quando o compromisso encontra a paixão.

Se acrescentarmos a proximidade física à atração, é frequente que seja aceite como a forma ideal de amor, pois, mistura o fogo da paixão, o conforto da intimidade e a segurança do compromisso, acreditando-se que assim se pode formar um relacionamento saudável, feliz e duradouro.

É importante observar que este triângulo não tem necessariamente uma forma equilateral (de fato, os três componentes raramente estão presentes em medidas iguais) – o que importa é que o relacionamento tenha alguns níveis dos três componentes.

Teoria Triangular de Sternberg

A partir destes três componentes, Sternberg procurou compreender como eles funcionavam:

  • Paixão – A paixão é um componente do amor com o qual muitos de nós estamos familiarizados. É responsável pelo coração descontrolado, pelas borboletas no estômago, pelo sentimento de amor à primeira vista. É claro que, quando se trata apenas de paixão, não existe o conhecimento verdadeiro que vem com a intimidade nem a firmeza do compromisso – então o que ocorre na grande maioria das vezes é menos subtil do que alguns outros tipos de amor. A melhor descrição para a paixão por si só é, portanto…paixão.
  • Intimidade – Ao contrário da paixão, a intimidade pode ser um sentimento exclusivamente platônico – é esse sentimento de familiaridade e amizade que vem ao encontrar alguém com quem realmente se importa, alguém com quem pode ser o seu verdadeiro Eu. Certamente, é um ótimo componente para ter relacionamentos românticos, mas por si só, sem paixão ou compromisso, é mais provável que resulte em amizade.
  • Compromisso – Em terceiro lugar, temos compromisso, as medidas ativas tomadas para preservar um relacionamento. É uma parte essencial de qualquer amor duradouro, mas, quando desprovida de intimidade e paixão, é uma parte que pode parecer mais um dever do que uma escolha romântica. Muitas vezes, um relacionamento de longo prazo que perdeu toda a paixão e intimidade pairará nesse estágio de ‘amor vazio’ antes de terminar, mas, como Sternberg ressalta, o amor também pode começar aqui.

Todos nós sabemos que cada um vive o amor e as suas relações de maneira muito própria. Essa diferenciação resulta então de diferentes quantidades de ingredientes, ora vejamos:

  • Amor Apaixonado (Compromisso + Paixão) – Quando se combina o fogo da paixão e os laços de compromisso, mas não existe uma grande intimidade com a outra pessoa.
  • Amor Romântico (Paixão + Intimidade) – o componente da intimidade traz um encontro de mentes, enquanto o componente da paixão significa que também há atração física. Por mais gloriosa que seja essa combinação, a falta de compromisso significa que o amor romântico é muito mais focado no agora do que no futuro.
  • Amor Companheiro (Intimidade + Compromisso) – Quando combinados, compromisso e intimidade criam poderosos vínculos emocionais, o que significa que a conexão associada é mais forte que a simples amizade. No entanto, a falta de paixão significa que esse é um arranjo bastante casto e confortável – o tipo de coisa que pode acontecer após anos de familiaridade.
  • Amor Consumado (Paixão + Intimidade + Compromisso) – Quando paixão, intimidade e comprometimento estão presentes, o resultado é um amor consumado. Os três componentes não precisam estar presentes na mesma medida, é claro, mas essa forma ideal de amor deve ter pelo menos um elemento de todos eles. A emoção da paixão, o conforto da intimidade e o espírito de equipa do comprometimento são todos necessários para alcançar esse ideal.

Uma das chamadas de atenção feita por Sternberg é que pode não durar para sempre. Isto quer dizer, que os relacionamentos podem mudar de um ponto para outro ao longo do tempo, mas é algo que pode ser trabalhado ou para recuperar um ponto anterior ou para aprender a lidar com o momento atual, e ainda, até mesmo para atingir um determinado objetivo na relação.

Uma coisa é certa, o amor assim como as relações não são estáticas e dependem de muito outros fatores, muitas vezes externos à própria relação. Daí o fato da teoria de Sternberg não explicar obviamente tudo sobre o Amor, mas dá-nos sem dúvida várias dicas de como interpretarmos cada uma das nossas relações e a percepção que fazemos de outros.

Retirado e adaptado de The seven types of love: exploring the Triangular Theory of Love

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close