Como Continuar a Ser Feliz Durante a Pandemia?

Neste preciso momento, todos nós sentimos que a nossa vida está fora de controlo. Mudámos as nossas rotinas, adaptámos novas formas de nos relacionarmos e tudo isto, devido à atual situação pandêmica que vivemos nos nossos países. Posso perguntar-lhe: Então e a sua felicidade, como anda?

Todos os anos, mais e mais livros sobre a felicidade são publicados e, a cada ano, mais e mais pessoas se aprofundam na sua depressão porque não se consideram felizes. Um pouco irónico, não lhe parece? Por se sentirem depressivos, tristes, vazios sentem-se culpadas por não serem tão felizes quanto todos dizem que deveriam ser. Afinal a felicidade é tão fácil de conquistar, certo? Nem por isso.

A verdade é simples: ninguém pode ser feliz o tempo todo. Isso não significa que precise ficar triste, zangado ou deprimido o resto do seu tempo, mas pode encontrar um meio termo chamado contentamento. Este contentamento, é uma zona interna de crescimento e um bom lugar para se estar mental e emocionalmente estável, dentro de uma escolha possível.

É possível ficar em paz quando chega ao final do seu dia. O “truque” é aceitar com calma que esta situação está a ocorrer, sem daí criar pensamentos ou crenças irreais e completamente fora da realidade. Lidar com os desafios diários da vida com naturalidade, tendo consciência que eles fazem parte da palavra “viver” é por si só, um meio de felicidade.

Cada resposta vai depender do modo como se tem adaptado a esta mudança, imposta pelo ambiente que nos é externo. Se me responder que está a ser difícil, mas está a fazer, ainda assim, todos os esforços para superar este grande desafio, provavelmente o que me vai responder sobre felicidade, vai ser que: ‘obviamente, já passei por tempos melhores, mas existem pessoas piores do que eu’. Identificar que existe alguém numa situação pior, pode ajudar a canalizar os nossos pensamentos e emoções, no sentido de um comportamento adaptativo e por isso, mais próximo da felicidade.

Porém, se a sua resposta foi ‘negra’, é porque esta fase está a exigir mais de si, do que alguma vez pensou que fosse possível. Constantes pensamentos negativos, demasiada exigência para consigo mesmo e com os outros, tem levado a um desgaste, diria eu ‘cego’. Acredito que não existirá, nesta fase ninguém que se sinta totalmente feliz. Nem nesta, nem em nenhuma fase, pois a felicidade são os momentos que vivemos, por pequenas parcelas, com os nossos familiares, com os nossos amigos, no nosso trabalho, a fazer o que mais gostamos.

A felicidade não se resume a um único momento da nossa vida e isso é importante para a atual situação. Ter consciência que embora se possa sentir menos confiante e por ventura, menos animado nestas últimas semanas, pense: esta é apenas uma fase.

Levante a cabeça e não desista! Não se trata de procurar a felicidade, mas sim, de a construir vivenciando-a diariamente em pequenas coisas da vida.

Para o desafiar, proponho o seguinte:

Pense nas suas últimas 24h, durante esse tempo quais foram os momentos de felicidade que teve? Considerando TODAS as suas rotinas, ações e atividades?

Se foi difícil responder a esta pergunta, para si tenho outra sugestão, convido-o a ler: Quem São as Pessoas Felizes? e Aprenda a Ter o Controlo Sobre a Sua Vida e Seja Feliz .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close