Qual É o Seu ‘Ponto Cego’?

Um ponto cego é algo que nos leva a ignorar constantemente e de forma não intencional algumas das nossas reações ou tomadas de decisão.

Como o próprio nome sugere um “ponto cego” é algo que não conseguimos ver, mas que está presente na nossa vida e influência sem darmos conta o modo como muitas vezes reagimos a determinados acontecimentos. É como estar a conduzir na estrada e olhar pelo retrovisor, ver que a outra faixa de rodagem não tem qualquer veículo, abrir pisca e quando começa a manobra ouve o som estridente de uma buzina, afinal a faixa não está livre e existe um veículo junto a nós. Com pouca sorte podemos ter um acidente grave.

É mais ou menos isto que acontece na nossa vida. Muitas vezes somos levados a acreditar que somos capazes de tomar nota de todos os assuntos e ver com clareza tudo aquilo que acontece à nossa volta e até mesmo conhecer com clareza todas as nossas dificuldades. Contudo, é nos difícil identificar que coisas nos incomodam mais e nos prejudicam no nosso dia-a-dia. Quantas vezes tomamos decisões sentindo que o estamos a fazer o mais correto contudo mais tarde, podemos ver-nos obrigados a mudar de opinião?

Imagine viver com esse “ponto cego” ano após ano. Certamente, muitas coisas passariam ao nosso lado sem darmos por elas. Não só pessoas, como acontecimentos, reações e muitas vezes os nossos próprios erros. Quantas vezes não somos capazes de identificar onde errámos? Isso deve-se à nossa incapacidade para ver as zonas cinzentas da nossa forma de ser e estar.

Como a Terapia Pode Ajudar?

A terapia pode ser um bom recurso para o ajudar a compreender onde está o seu “ponto cego” e de que forma pode tornar-se mais sensível a ele, de modo a poder tirar partido dessa falta de visão.

Cabe ao terapeuta ajudar nesse processo de descoberta, explorando nos processos cognitivos o que influencia a tomada de decisão, em particular o modo como estas são influenciadas por esse ‘ponto cego’.

Por outras palavras, como é que aspetos não previstos no momento da analise da situação, vão mais tarde gerar um novo estado de crise – “Afinal, a decisão que eu tomei e achava estar correta só veio prejudicar ainda mais a minha situação!”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close