Saiba Porque os Especialistas dizem ‘Não é um Negócio. É um Investimento’

Quando alguém toma a decisão de iniciar uma acompanhamento psicológico ou fazer psicoterapia, não se trata de uma tomada de decisão fácil nem simples. Um primeiro momento, passa pela nossa exposição interna aliado a sentimentos de fragilidade ou incapacidade para nos superarmos. Por outro, o difícil que é admitir a necessidade de ajuda do outro (seja porque motivo ou causa for). Terceiro, estamos a dizer aos outros à nossa volta que algo se passa connosco e que eles, por enumeras razões diferentes, poderão não se ter apercebido disso. Ou ainda, que o tenham conseguido fazer, foram ineficazes na sua ajuda.

Na grande maioria das vezes existe sempre uma resposta pronta: “Tudo passa”, “É só uma fase, vais ver!” ou ainda pior, rotular esse pedido de ajuda como alguém que “É maluco”. Ora bem, nos diferentes campos da vida existem sempre momentos em que precisamos de ajuda de terceiros, seja dos pais, de um amigo, de uma vizinha, do professor, do médico ou de alguém que ainda não conhecemos bem.

Pedir ajuda é reconhecer, logo, ter a capacidade apurada de que algo mudou, e mudou para pior, sendo necessário uma intervenção. Reconhecer esta necessidade é tão mais importante para a saúde do que adiar sistematicamente. Imagine que um dia começa a sentir dores constantes no peito. Essas dores começam a agravar-se de dia para dia e começam a ganhar maior intensidade. Embora não seja capaz de a olho nu ver o que se passa, o mais provável era recorrer a um médico para o observar e avaliar a situação. Este pedido de ajuda, certamente o deixará mais clarificado e eventualmente mais descansado, pois daqui para a frente saberá o que fazer (um novo exame medico, uma prescrição médica, alterar rotinas, etc.). Agora considere que da sua avaliação esse pedido de ajuda era irrisório e o ignorava. Quais seriam ou serão os resultados desse seu ato?

“Não se Trata de um Negócio. Trata-se de uma Conquista, algo que requer esforço, meditação, força de vontade e acima de tudo paciência”. Nátaly Sechler

O mesmo acontece com o nosso cérebro. Procurar uma resposta psicoterapêutica, seja para ultrapassar uma questão emocional ou seja para um crescimento pessoal que o permite melhorar a sua qualidade de vida e, logicamente o seu bem-estar “não é um negócio”, mas sim um investimento.

Quando adquirimos coisas (um carro, uma casa, uma viagem, um telemóvel, roupa…) normalmente fazemo-lo com um intuito de melhorar a qualidade, melhorar uma aparência ou melhorar resultados. Na área da psicologia o desafio é idêntico, embora sendo um processo, por norma, mais longo pois esse progresso e essa conquista de mudança depende de muito fatores internos e não somente do poder de compra. É verdade que uma viagem ou um carro trazem felicidade e alegria, mas ela é momentânea e passageira. Imagine se pudesse prolongar no tempo essa sensação de bem-estar e equilíbrio da sua vida, não ia querer aproveitá-la?

Quando afirmamos sem qualquer problema que recuperar, melhorar, desenvolver a saúde mental é um investimento e não um negócio, tem sobretudo a ver com duas questões centrais:

1ª – Enquanto frequentamos consultas/sessões de psicologia, psicoterapia ou coaching, estamos a realizar um investimento a longo prazo e duradouro. Sem dúvida alguma que vão ocorrer transformações na sua forma de ser, estar e olhar à sua volta que vão modificar positivamente o seu estado atual. O impacto, sendo interno, mantem-se ao longo do tempo e com ele são alterados e melhoradas outras áreas da vida, tais como a área relacional, social, profissional, uma vez que elas se influenciam mutuamente.

2ª – É como se fizesse um upgrade interno de si mesmo e pudesse, a partir dai, controlar as suas escolhas com maior consciência, equilíbrio e objetivamente mais canalizadas para aquilo que pretende atingir. Cada pessoa tem o seu próprio sonho, a sua própria meta, por isso dizemos que nenhum caminho é igual. Ao investir nesse tal upgrade interno, está ao mesmo tempo a tirar partido do melhor de si mesmo, e isso pode trazer frutos muito interessantes noutras matérias da sua vida como referimos anteriormente.

Se nenhuma vez pensou nisso, é tempo de fazer contas e contabilizar o custo-benefício da terapia.

Consulta de Psicologia/Psicoterapia – clique aqui para mais informações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close