5 Maneiras Para Que Se Sinta bem e em Equilibrio

O estudo realizado pelo “New Economics Foundation”, levou à conclusão da existência de cinco aspectos fundamentais para que cada um de nós se sinta bem e em equilíbrio.

five-ways-wellbeing

A primeira delas é a CONEXÃO, a palavra conexão quer dizer “estar ligado a”, por isso é muito importante sentirmos-nos ligados. Estar “ligado a”, essa tal conexão, existe quando nos sentimos próximos de alguém e validados/reconhecidos por outros. Este aspecto é de extrema relevância, pois somos seres sociais e por isso (quer queiramos ou não…) dependemos dos outros à nossa volta para nos sentirmos estimados. No entanto, o grau dessa necessidade pode variar de pessoa para pessoa, mas o estabelecimento de relações com terceiros (aqui incluo todos os tipos de relações: pessoais, sociais, profissionais, educacionais e espirituais) deve sempre existir, pois ela contribui para a saúde mental de cada pessoa em qualquer idade.

Quando em bebes começamos a conhecer o mundo precisamos do suporte direto da mãe e do pai. Depois mais tarde, na entrada na creche e posteriormente na escola começamos a ligar-nos aos nossos pares (colegas de sala, amigos de idade igual ou muito próxima) e a outros adultos de referência que não sendo só os nossos pais, são também outros adultos com quem partilhamos grande parte do dia: educadoras, professores, avós.

Na adolescência esta conexão com os pares torna-se mais intensa e circunscrita. Já mais tarde em adultos, sentimos a necessidade de conexão com uma pessoa em particular com que possamos partilhar a vida, sem nos desligarmos de outras pessoas que entretanto entraram e fazem agora parte também das nossas rotinas.

Na idade mais avançada (se quisermos chamar, a terceira idade), precisamos de outro tipo de relação, que nos faça sentir protegidos mas ao mesmo tempo livres, sendo esta uma fase da vida mais complexa, que muitos de nós ainda tendemos a desvalorizar.

A segunda é SERMOS ATIVOS, mais uma vez aqui existem várias formas de o sermos, cada pessoa terá a sua particularidade. No entanto, importa esclarecer o seguinte: quando falamos em atividade, isto é, em ser se ativo, não estamos somente a falar do exercício físico e do corpo, estamos também a falar da mente e do comportamento. Por outras palavras, ser ativo é o oposto de ser se passivo, certo? Então, ser ativo é organizar a mente, pensar em novas formas de resolver problemas procurando novas informações e/ou soluções. Ser ativo é o principal agente de mudança e construto do nosso próprio caminho.

Quanto à atividade física, sabemos que ela contribui brutalmente para a melhoria de sintomas como os que se relacionam com os estados depressivos e a ansiedade, pelo fato de aumentarem a produção e a libertação de neurotransmissores que promovem a melhoria do humor, do sono e ajudam na diminuição do stress.

A terceira parte que contribui para o nosso bem-estar é TAKE NOTICE, traduzido à letra “tomar conhecimento”. Uma pessoa informada sobre o que está a acontecer à sua volta e no mundo é uma pessoa muito mais consciente da realidade e muito mais bem preparada para enfrentar possíveis contrariedade.

Este conhecimento do contexto circundante permite realizar ajustes às nossas prioridades, traçar objetivos mais realistas e alcançáveis, dando-nos uma maior sensação de controlo não só das nossas vidas, mas daquilo que nos rodeia. Uma pessoa que se sente em controlo, sente-se mais segura de si própria e mais capaz.

Por outro lado APRENDER, ganhar ou desenvolver conhecimento é tão importante quanto comer ou beber. Quem aprende relaciona-se muito mais saudavelmente com os outros e estabelece relações mais sólidas e profundas.

Vários estudos comprovam por exemplo, que aprender a fazer novas coisas na terceira idade contribui significativamente para baixar os indicadores de depressão. Se juntarmos ao aprender, objetivos específicos estamos a aumenta a nossa motivação e consequentemente verifica-se um ganho na saúde no bem-estar em geral, por quê? Porque quem aprende coisas novas sente-se bem, sente-se reconhecido, com mais valor, mais seguro e mais capaz de cumprir com outros pontos da sua vida.

Por último, mas tão importante quanto os anteriores quatro pontos, falo-vos de DAR. Efetivamente, da mesma forma que gostamos de receber, seja através de reconhecimento dos outros, seja pelo fato de socialmente sermos bem aceites (também é uma forma de receber – atenção/afeto) é importante dar. Podemos dar o nosso tempo, a nossa atenção, partilhar conhecimento, contribuir para outra pessoa atingir os seus objetivos por exemplo. Existem muitas formas de dar, sem ser o típico e primeiro pensamento que se relaciona com questões monetárias ou materiais.

A investigação com pessoas voluntárias ao longo dos anos tem provado que estas pessoas, sentem-se muito melhor consigo mesmas, mais úteis e mais felizes por poderem ajudar uma causa que para si faz sentido. Não estou com isto a dizer que todos devemos ser voluntários, mas o fato é que muitos de nós já o somos em muitas ocasiões sem termos noção clara disso (entenda-se que não falo de um voluntário legal pois este obriga a condições e particularidades muito próprias).

As pessoas que dão, sentem-se muito melhor com elas próprias o que contribui para o aumento do seu próprio bem-estar. Este “dar” também pode estar relacionado com a área laboral. Muitos de nós, por se sentirem tão envolvidos e gratificados pelo seu trabalho, amarem o que fazem (normalmente ligados a atividades que requerem a relação constante com outros) sentem-se muito bem não só com os outros, mas efetivamente consigo mesmo.

Este artigo foi escrito tendo por base o artigo Five Ways To Wellbeing

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close