O Que é o Grooming?

O Grooming é o nome que se dá à utilização das novas tecnologias por parte de um adulto agressor que pretende chegar ao contato presencial com a vítima. A intenção final deste tipo de comportamento é conseguir chegar em condições de tentativa de abuso sexual. Grooming é por isso uma forma de mau trato.

O adulto agressor fará uso das novas tecnologias, principalmente das redes sociais e chats (Instagram, Snapchat, Messenger, Facebook, Twiiter, WhatsApp) para se aproximar emocionalmente da vítima, normalmente uma criança ou jovem. Em ultima instância, a criança e/ou jovem sente-se compreendido e reconhecido o seu estado emocional, o que fará com que comece a partilhar alguns dos seus dados mais privados, até ao ponto de combinar um encontro presencial. É nesta altura que o adulto agressor tentará o contato sexual.

Este fenómeno tem sofrido algumas alterações nos últimos anos tendo em conta o avanço das novas tecnologias, verificando-se um tempo cada vez mais curto entre a primeira abordagem virtual e o primeiro encontro presencial.

Efetivamente, dos vários estudos que têm existido sobre este tema, verifica-se que a falta ou sentimento de desproteção da criança e/ou jovem por parte da família, promove este tipo de fácil exposição. Facto é que as crianças e/ou jovens com famílias que não comunicam eficazmente entre os seus elementos são as que se encontram no topo da lista.

Outro dos aspetos muitas vezes mencionado é a caraterização da criança e/ou jovem com uma necessidade maior para descobrir a sua sexualidade, aliado ao fato de serem mais imaturas e por isso mais ingénuas, sendo facilmente “presas fáceis”. Contudo, não nos podemos esquecer que as crianças hoje em dia nascem com as tecnologias, sendo cada vez mais natural uma criança com 2 anos saber manipular um tablet ou smartphone, por exemplo. Com o decorrer da idade, com o aumento da experiência, começam a dominar precocemente as redes sociais com a introdução de fotos/imagens, vídeos e outros dados que facilmente expõe o seu corpo, a sua casa, os seus amigos. A rapidez e a forma interativa com que comunicam online contribui para o aparecimento do grooming.

Quais os fatores que contribuem para uma maior exposição e vulnerabilidade?

  • Fatores individuais: baixa autoestima, sentimentos de solidão que transmitem uma sensação de “vida má”.
  • Fatores familiares: ausência prolongada das figuras cuidadores, normalmente os pais; comunicação débil ou disruptiva entre os elementos da família; desvalorização dos perigos da internet principalmente no que toca a facilidade de acesso a conteúdos.
  • Fatores sociais: pressão dos pares (amigos), vitimização por bullying.
  • Fatores escolares: principalmente no que toca a verificação de alterações no comportamento, diminuição do rendimento escolar, stresse.
  • Fatores do meio: o meio envolvente é visto pela criança e/ou jovem como um lugar pouco atrativo, pouco interessante, pouco “estimulante”.

Comportamentos de risco na internet que contribuem para o Grooming (Ybarra & Mitchell, 2007):

GroomingIn DGS (2016): Violência Interpessoal – Abordagem, Diagnóstico e Intervenção nos serviços de saúde (2ª Ed.), Lisboa, pp.89-90.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close