Aprenda a Ter o Próprio Controlo sobre a Sua Vida e Seja Feliz

Todos nós procuramos a felicidade, é certo. Procuramos ser mais justos com os outros, ser amados, ter uma vida social que nos satisfaça e uma condição financeira que envolva um bom trabalho e uma possível carreira de sucesso. Nada disto é novo. Ora bem, mas se é importante compreender que a felicidade só existe quando deixamos de a procurar ou pelo menos, pensarmos nisso e sermos “obcecados” em atingir essa felicidade plena, afinal, devemos ter em conta que todos os dias, por mais cinzentos que sejam, existe sempre algo que nos faça ter momentos de felicidade…(o problema está na nossa dificuldade em sermos sensíveis a eles, tal como somos extremamente sensíveis às coisas más) ainda que sejam muito micro , eles existem.  Somos peritos a não nos lembramos de algumas coisas que podemos fazer na nossa mente e rotina diária para contribuir mais eficazmente para o nosso objetivo…ser feliz! (no nosso trabalho, na nossa vida amorosa, na nossa vida social… ou num objetivo, tarefa, ação).

 

Não se aflija, há coisas que podemos fazer para além das que falei no artigo anterior (A Felicidade Começa Quando Deixa de Pensar Nela Ver aqui). Quando procuramos essa felicidade, precisamos aprender que ela deve ser nossa e isso pode ser um pensamento egoísta, mas a verdade é, se não eliminarmos alguns pensamentos pré-formatados do nosso cérebro e aprendermos a tomar as rédeas da nossa vida, não vamos chegar a lado nenhum. Uma primeira ação passa por conseguirmos planear o nosso dia-a-dia. Planear é muito importante para que se evite uma frustração exacerbada porque não se conseguiu fazer aquilo que se queria no trabalho e ainda vamos para casa tratar de outros assuntos (…vamos já “minados” de pensamentos de frustração, irritabilidade generalizada, cansaço, talvez até alguma ansiedade…). Há quem faça esse plano na noite do dia anterior e prepare o próximo dia. Há quem o faça ao pequeno almoço do próprio dia e há quem precise de uma caminhada matinal de 20 minutos para activar o cérebro e assim, preparar-se para a exigência do dia-a-dia com reuniões, relatórios e tomadas de decisão. Poderá até criar uma espécie de chek-list de tarefas ou ações. Hoje em dia há aplicações para o smartphone que possibilita essa listagem e pode ser bastante útil na hora de aceder.

tangerina&psicologia

Planear objetivamente, é diferente de apenas realizar uma chek-list simplista mas pouco realista. Quando traçamos objetivos temos uma natureza inata de querer atingir algumas coisas que por sinal, não podem ser atingidas naquele dia ou simplesmente, porque carecem de muitas outras etapas anteriores. Quando omitimos por defeito esta ideia, perdemos tempo e energia cerebral a traçar objetivos, tarefas ou ações que não serão úteis. Vão entupir o nosso canal de ideias e vão baixar sem dúvida a qualidade da nossa tarefa. Portanto, o truque é listar objetivos realistas e atingíveis para esse dia apenas, mesmo que a intenção final seja fechar um grande negócio ou conseguir passar a pilha de roupa lá em casa. Não importa o objetivo em si, é válido para uma grande conquista laboral como para uma micro tarefa doméstica, o mais importante é o método.

 

Dar feedback positivo ao nosso cérebro é fundamental. Mas o que é isto ? O nosso cérebro necessita de obter alguns ganhos com a sua funcionalidade, uma espécie de aprovação e reconhecimento. Parece banal, mas é essencial, enquanto vá eliminando as tarefas concluídas que dê um estimulo positivo ao cérebro com um visto na tarefa ou riscando (se se tratar de papel) essa tarefa da lista inicial. O seu cérebro ficará com a informação que as coisas estão a fluir e fará libertar substâncias que permitirão sentir-se satisfeito consigo mesmo. Ora um efeito de bem-estar, promove alteração do seu comportamento mostrando-se mais disponivel para si e para os outros.

 

Procurar lugares, ouvir música ou ficar na mesa do escritório. A escolha é sua desde que ela seja sinónimo de satisfação e produtividade. Sabia que procurarmos um mesmo lugar onde conseguimos escrever aquele artigo, ou conseguimos terminar a apresentação de uma palestra tem um efeito energético para que seja possível repetir a tarefa com sucesso? É verdade… Existem algumas investigações internacionais neste sentido. O nosso cérebro cria um registo de informação, uma memória que indica que “aqui fui feliz” ou “aqui consegui terminar aquele trabalho tão importante e difícil”.  Automaticamente, quando voltamos ao mesmo lugar com a mesma intenção o cérebro fica pré-disposto a criar novamente a mesma disponibilidade e ativa os recursos necessários. Como não o faz pela primeira vez, poupa energia (uma espécie de libertação de memoria do telemóvel) proporcionando maior fluidez de ideias. tangerina&psicologiaNão acredita ? Então vamos fazer o raciocínio inverso: certamente já chegou a ter momentos que não quer estar ou não quer ir a determinado lugar, porque se recorda de ter sido o local onde discutiu com o seu melhor amigo, ou evita lugares ou situações porque se recorda que se sentiu muito ansioso ou desconfortável naquele local particular. Isso acontece porque o seu cérebro envia um registo de informação consciente com a informação – “ATENÇÃO!” ativando por conseguinte um conjunto de funções de proteção e sobrevivência. Se ele (o nosso cérebro) é capaz disso,pelo contrário também é capaz de se recordar se nesse lugar fosse foi muito feliz e por isso quer lá voltar! Esse efeito é bastante positivo e pode ser muito produtivo se tivermos de repetir a mesma tarefa ou tarefa semelhante. Portanto, se tem algo muito importante para fazer ou para resolver volte à “casa partida” e escolha o mesmo lugar onde isso aconteceu no passado. O lugar pode ser uma coisa tão simples como escolher ir para o seu escritório se precisa de se concentrar e lá o seu cérebro tem o registo que é capaz de resolver grandes problemas ou ouvir uma musica que o faz recordar de um concerto onde se sentiu muito feliz, a escolha é sua!

 

Quando sentimos que temos o controlo da nossa vida, das situações, baixamos as defesas e a experiência diária torna-se muito mais atractiva, produtiva e eficaz.

 

Lembre-se: Não custa tentar, custa é manter. O melhor é começar por pensar em aplicar uma parte das sugestões e só quando tiver confiança suficiente abraçar uma nova ideia.

 

FC

 

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close