As 3 Razões pelas Quais a Psicoterapia pode Ter Sucesso ou Fracassar

A psicoterapia existe há mais de cem anos e gradualmente tornou-se num padrão de cuidado em saúde mental. O que se espera é que qualquer coisa que já existe por tanto tempo, seja uma operação onde nunca se pode falhar. Mas será que isso é verdade?

A premissa básica é a mesma. Um cliente contrata um profissional para resolver um problema. Os tipos de problemas que levam as pessoas à psicoterapia variam de stress, a ansiedade, com relação à vida diária, a desafios ao longo da vida de adaptação, relacionamento com os outros e alcance de objetivos pessoais significativos. A solução para o problema é descoberta, ensinada e / ou testada por meio de discussões programadas e estruturadas.

Para permitir que os clientes resolvam o problema, os terapeutas ajudam-os a aumentar a confiança, desenvolver insights e aprender novas habilidades/ferramentas.

Muitas evidências foram acumuladas desde então que suportam a alegação de que a psicoterapia é eficaz. Mas a verdade é que nem todas as psicoterapias: funcionam, funcionam durante o tempo desejado ou, não funcionam para todas as pessoas.

Para entender melhor como o sucesso na psicoterapia pode ser alcançado, observe a figura abaixo.

Relação dinâmica do processo terapêutico

Os três círculos representam os três componentes principais da psicoterapia: o terapeuta, o cliente e a intervenção.

A psicoterapia é representada pela intersecção dos três círculos. Por outras palavras, para que algo seja chamado de psicoterapia, é necessário um terapeuta, um cliente e de uma intervenção:

A) O cliente mais o terapeuta sem intervenção, significa apenas duas pessoas sentadas na mesma sala.

B) Por sua vez, o cliente mais a intervenção, sem o terapeuta é o que se considera como um processo de autoajuda.

C) E um terapeuta com uma intervenção, mas sem um cliente presente, provavelmente…precisa de algum treinamento em marketing!

Como todos os três componentes afetam o resultado da psicoterapia, quando a psicoterapia falha em cumprir as suas promessas, pode ser por uma das três razões:

1 – As Intervenções São Ineficazes – As intervenções são as técnicas que os terapeutas usam na sessão para produzir resultados. Existe uma ampla gama de intervenções, algumas das quais são semelhantes e outras muito diferentes. Além disso, algumas intervenções são muito específicas.

Embora a intervenção desempenhe um papel significativo no sucesso ou fracasso da psicoterapia, e seja o fator mais estudado, não é o único.

2 – O Cliente É Reduzido a Um Diagnóstico – Usar o diagnóstico para caraterizar o cliente torna a pesquisa mais fácil em termos de definir o problema. No entanto, duas pessoas com o mesmo diagnóstico não são as mesmas pessoas.

O que causa e sustenta os sintomas de cada pessoa pode ser totalmente diferente. Por exemplo, uma pessoa pode ficar deprimida após ser dispensada do trabalho, enquanto outra pode ficar deprimida por causa de um defeito na tireoide. A intervenção selecionada pode funcionar para a primeira pessoa, mas não para a segunda.

Quando a psicoterapia falha, é difícil saber se ela falhou porque a intervenção foi ineficaz, ou por causa de várias outras características do cliente que tiveram um efeito significativo no resultado.

3 – O Papel do Terapeuta é Minimizado – Assim como nem todos os clientes são iguais, o mesmo acontece com os terapeutas. De facto, os terapeutas diferem em muito mais aspectos do que são semelhantes. Algumas dessas diferenças têm efeitos poderosos sobre os resultados da psicoterapia.

Para manter a variável do terapeuta constante na pesquisa em psicoterapia, os terapeutas são treinados e supervisionados regularmente. Mas, mesmo nessas condições altamente controladas, dois terapeutas podem ter opiniões muito diferentes.

No mundo real da prática da psicoterapia, essa homogeneidade desintegra-se ainda mais. Eventualmente, “quem é” o terapeuta pode ter um efeito muito mais forte sobre os resultados, do que se o terapeuta usa uma intervenção que até domina teoricamente “by the book!”.

Conclusão?

Para que a psicoterapia seja bem-sucedida, o cliente, o terapeuta e a intervenção devem encaixar-se bem. Se qualquer um desses três fatores for incompatível com os outros, a terapia está destinada ao fracasso.

A mesma regra aplica-se a outros tipos de relacionamentos de coaching e mentoring. Seja um provedor ou destinatário de serviços, é preciso lembrar que o sucesso dessa linha de trabalho requer a combinação de um bom professor, um aluno dedicado e uma estratégia eficaz que agrade tanto ao professor quanto ao aluno.

A grande questão que permanece sem resposta é o que realmente significa uma psicoterapia bem-sucedida: Quanto é que isso é importante para si?…

___

Adaptado de The 3 Reasons Why Psychotherapy Fails – The factors that determine success or failute in psychotheraph” in Psychology Today, 2016.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close